Investimento estrangeiro em Portugal

investimento estrangeiro em Portugal

O investimento estrangeiro em Portugal continua numa trajetória ascendente.

Segundo dados da Confidencial Imobiliário, os primeiros meses de 2016 foram pautados por cerca de 900 imóveis comerciais e residenciais comprados por estrangeiros na Área de Reabilitação Urbana de Lisboa, somando um investimento de 313,9 milhões de euros, ou seja, o equivalente a 18,3% dos 1.700 milhões transacionados no total da ARU nesse período.
Os números foram analisados no âmbito do SIR-RU, que refere ainda que os europeus foram os cidadãos mais ativos nas aquisições por internacionais, sendo responsáveis por 52% do número de imóveis comprados por estrangeiros, ao passo que o peso dos asiáticos foi de 34%.
As nacionalidades francesas e chinesas são as que mais compram, quer em volume de investimento quer em número de imóveis adquiridos, ambas com quotas de mais de 20% nos dois indicadores. No conjunto, as duas nacionalidades foram responsáveis por 50% do volume de investimento (chineses, 29% e franceses, 21%) e por 48% dos imóveis adquiridos (chineses, 25% e franceses, 23%) por estrangeiros.
De acordo com os dados da CI, os franceses adquiriram imóveis na casa média dos 263.000 euros, mostrando preferência pelo Centro Histórico, especialmente nas freguesias da Misericórdia e de São Vicente, que concentram, respetivamente 23% e 20% dos imóveis adquiridos por esta nacionalidade.
Olhando para o mapa da ARU, as freguesias da Misericórdia e Santa Maria Maior – ambas no Centro Histórico de Lisboa -; e de Santo António são as que concentram maior número de imóveis adquiridos por compradores internacionais, com mais de uma centena de transações cada. Também as freguesias de Arroios, Estrela, São Vicente e Avenidas Novas se mostraram dinâmicas, com o número de vendas a estrangeiros em cada uma a variar entre os 65 e os 88 imóveis.
(fonte: Vida Imobiliária)

Fale connosco!

Será um privilégio esclarecer todas as suas dúvidas

PUBLICAÇÕES RECENTES NO INSTAGRAM: