De Lisboa a Sintra, os melhores locais com vista

Em miradouros, restaurantes, hotéis ou rooftops, de Lisboa a Sintra, o visitante tem à sua espera vistas deslumbrantes.


Lisboa é feita de sete colinas e sabe como aproveitar ao máximo essa condição, exibindo com orgulho miradouros, restaurantes e hotéis com terraços ou espaços comuns de último andar como os bares em rooftops.
Há em cada miradouro uma Lisboa que se espelha, da Graça ao Torel, de Santo Estêvão ao Castelo de São Jorge, até esses Terraços do Carmo que culminam em glória no Elevador de Santa Justa. E entre bares, hotéis e restaurantes dividem-se as benesses de uma vista de exceção, sempre lisboeta, mas nunca repetitiva, do Topo ao Martim Moniz até ao Museu Nacional de Arte Antiga às Janelas Verdes.

OEIRAS A DAR NAS VISTAS
O concelho de Oeiras é vasto, um dos três maiores do país, e beneficia de uma linha de costa que vai de Algés às ‘portas’ de Carcavelos, com um imenso paredão, que dá a pedestres e ciclistas a graça de quase caminhar sobre as águas. Ao longe, imponente, mas visível a cada monte e colina do concelho, ergue-se imponente a Serra de Sintra e com ela o recorte dos seus castelos e palácios.

CASCAIS TEM VISTA PARA O MAR
Do Hotel Baía ao Clube Naval e sua Marina, Cascais dá-se a ver em vistas, passe a repetição, pela graça côncava da sua baía, e pelas suas ruas íngremes no lado velho da vila. O ex-libris de Cascais, no que toca às vistas, é encimado pelo terraço do Hotel Baía ou o miradouro onde está a estátua do Rei D. Carlos.
O imenso paredão dita as regras e ao longo do seu trajeto largo e apetecível pontuam cafés e restaurantes. E ao chegar ao Guincho, a começar pela temível Boca do Inferno ou dos varandins do Real Villa Itália, as vistas nunca parecem sensaboronas e aborrecidas, que o Atlântico ali ainda se convulsiona de ter dado de caras com o Tejo. E os grandes restaurantes confundem-se com os melhores hotéis em ótima comida, melhor dormida e vistas de assombro, do Atlântico Bar ao Fortaleza do Guincho, do Monte Mar ao Faroleiro, do Hemingway ao Albatroz.

AS VISTAS DE SINTRA SÃO COMO POSTAIS
No deslumbramento serrano de Sintra, seguindo as estradas apertadas que apontam a Seteais ou do lado avesso rumam a Colares e ao fulgor das praias agrestes (da Ericeira à Praia das Maçãs, a Praia Grande, às Azenhas do Mar), dividem-se os visitantes entre as vistas de mar e as de montanha. É quase sempre deixado aos restaurantes que bordam o curso do oceano a função de garantir as melhores vistas, uns mais acima da linha do mar do que outros, mas a oferta hoteleira e seus inevitáveis terraços já se faz sentir, sempre com mais do que um recanto para que quem tire os olhos da água se aperceba das delícias da serra de Sintra, dessa névoa insistente que nos embala e mistifica casas senhoriais, palacetes, o alucinante Palácio da Pena ou o espinhado recorte do Castelo dos Mouros.
 
Autoria:
Artigo via Bestguide para Porta da Frente

Fale connosco!

Será um privilégio esclarecer todas as suas dúvidas

PUBLICAÇÕES RECENTES NO INSTAGRAM: